24 abril 2013

Vamos soltar o (es)cravo!


5 comentários:

the dear Hunter disse...

quando a semântica se transforma num modo de vida...
(isto já não vai lá com flores...)

Índigo disse...

Palabras e imagen que lo dicen todo...

Abzo.

Silvares disse...

Antes o escravo tinha-se tornado cravo, a vida anda sempre ás voltas (como as putas).

Michèle Dassy disse...

Symbole ou souvenir d'une révolution?

Susanne disse...

can not trust this bloody red symbol

beijos