06 dezembro 2013

Rastos de ternura


5 comentários:

João Menéres disse...

E por onde pairam assim esses restos de ternura ?


Um abraço.

Susanne disse...

Tenderness for her child is always number one in the heart.

Beijos

JL LEAL disse...

Bien vista

the dear Zé disse...

quando a ternura se desequilibra, nem restos sobram, não sobra nada.
uma foto daquelas... tu sabes, inveja e isso...

La sonrisa de Hiperión disse...

Llevo algún tiempo sin poder visitar, pero veo que lo bueno permanece.
Saludos.