19 julho 2008

E ao anoitecer!

e ao anoitecer adquires nome de ilha ou de vulcão
deixas viver sobre a pele uma criança de lume
e na fria lava da noite ensinas ao corpo
a paciência o amor o abandono das palavras
o silêncio
e a difícil arte da melancolia

Al Berto


1 comentário:

joana vieira disse...

muito bom este blog, muito bom! excelentes trabalhos, parabéns!

beijinho!